barba-ressecada-curso-de-barbeiros

Barba ressecada tem salvação?

Barba ressecada é sinônimo de desleixo com a aparência. Será!? Vamos analisar duas situações possíveis para esse caso:

  1. Na primeira delas, o homem não realiza cuidados diários, somente aplica um “sabonetinho” nos fios, não costuma secá-la e nem procura um barbeiro de tempos em tempos.
  2. No segundo caso, não há negligência. Aliás, ele segue muitos influenciadores digitais que testaram e aprovaram todos os produtos selecionados em sua necessáire. Um erro clássico, não grave, mas que precisa de correção imediata.

Vamos conversar sobre isso?

Ser barbudo é mais do que uma moda passageira. Um visual bem alinhado levanta a autoestima de qualquer homem, e o faz sentir-se bem consigo mesmo perante o mundo. Manter a barba é mostrar-se imponente, elegante e sedutor.

Nesse sentido, uma coisa é certa: quando algo não vai bem com os pelos, os sinais são notáveis.

Você pode ser um profissional que veio até aqui procurar dicas para auxiliar seus clientes, ou alguém que quer aprender com quem é autoridade no assunto. Não importa. Essa leitura não será finalizada sem elucidarmos o que fazer para dar adeus à barba ressecada.

No entanto, aqui vai um alerta sobre o conteúdo:

Não é sobre deixar a barba crescer, é sobre cultivá-la e dedicar tempo a cada estágio. 

As decisões que influenciam na saúde dos fios e podem facilitar a existência de uma barba ressecada

A decisão de tornar-se barbudo acarreta uma série de outras pequenas decisões e muita paciência. Parece exagero, mas tudo que você faz pode influenciar diretamente no comportamento dos fios.

Uma barba ressecada não aparece da noite para o dia. O processo é gradual, consequência de diversas más práticas. 

CONFIRA ALGUMAS DELAS:

  • Higienização precária;

  • Uso inadequado do secador;

  • Aplicação de produtos impróprios;

  • Falta de hidratação (de dentro para fora e de fora para dentro);

  • Descuidos com a alimentação;

  • Sedentarismo;

  • Poluição;

  • Escassez de cuidados pós-sol;

  • Raras visitas ao barbeiro.

Conforme ocorre com os cabelos, os fios podem ser mais exigentes de acordo com os hábitos somados ao ambiente em que vivemos. E no meio disso tudo, algo que os homens costumam ignorar: peles diferentes, requerem cuidados distintos para as barbas.

Ah, o Sol e o mar…

Sabe aquela praia que todo mundo fica doido para curtir durante as férias? Nada de deixar os cuidados diários de lado. Aliás, esses são os momentos que mais requerem tratamentos adequados e intensivos. 

É hora de relaxar a mente, não a aparência. Isso também é manter-se saudável.

Fios do couro cabeludo não são os mesmos do rosto

Textura, formato e aspecto dos fios são completamente diferentes. E não somente isso, variam de homem para homem. Algumas são lisas, outras possuem mais frizz, mas uma coisa é consenso: barba ressecada não é característica, é ausência de zelo.

O grande conselho de hoje é NUNCA UTILIZAR PRODUTOS QUE NÃO SEJAM ESPECÍFICOS PARA A BARBA. MUITO MENOS O NOSSO QUERIDO SABONETE.

Barba ressecada: diga adeus às más práticas!

barba-ressecada-curso-de

Como você pode compreender até agora, o ressecamento não é uma característica comum às barbas. É um problema! 

Ainda assim, nenhum homem precisa desistir delas. Basta apenas mudar alguns detalhes e adaptar-se a uma rotina de cuidados

  • #1 USO DE SHAMPOOS E CONDICIONADORES PRÓPRIOS PARA A BARBA

Os nutrientes que esses produtos contêm são favoráveis para a região do rosto. Porém, é necessário atentar-se para quais tipos de pele eles são indicados. Reforçamos mais uma vez que o shampoo para o couro cabeludo não é adequado. Pode irritar o local e causar inflamações. 

  • #2 ÓLEOS E BALMS SÃO REALMENTE EFICIENTES.

Para acabar com a barba ressecada, é interessante pingar algumas gotinhas do óleo no condicionador, durante o banho mesmo. É impressionante o efeito imediato que obtém-se com a combinação dos dois produtos.

Óleos e balms têm a função de hidratar e alinhar os fios. Evitam o aspecto desgrenhado e ainda deixam um cheiro bom demais. Podem ser utilizados juntos, e dão aquele UP no visual.

FIQUE ATENTO:

Óleos jamais devem ser aplicados próximo às raízes dos fios. O resultado disso pode ser um entupimento do folículo e o surgimento daquela espinha dolorida e bem feia.

  • #3 EVITE COÇAR A BARBA.

A barba ressecada coça. Isso é um fato. Mas evitar cravar as unhas, o quanto puder, é lei. Cravar as unhas junto aos pelos pode causar falhas e feridas. Aplicar um óleo nesses momentos é a melhor forma de amenizar o sufoco.

  • #4 PENTEIE OS FIOS, COMA DIREITO E EXERCITE-SE.

Desembaraçar os fios é sempre importante. Desta forma eles respiram. 

E como em tudo na vida, alimentação saudável e exercícios deixam nosso organismo funcionando direitinho. 

Ah, mas atenção, sua barba não precisa comer. Confira sempre se não ficaram alguns restos de alimentos por ali. 

  • #5 APARE A BARBA.

A visita ao barbeiro também faz parte do processo. Além de indicar o produto ideal, o profissional transformará aquilo que está ressecado em uma barba de respeito. 

  • #6 HAVERÁ ÉPOCAS QUE A BARBA FICARÁ RESSECADA.

Mesmo com todo o cuidado do mundo, isso é provável. Então tenha sempre óleo e balm à mão e aplique-os quando achar necessário dar aquele tapa.

BARBA RESSECADA NÃO É PROBLEMA PARA BARBEIRO TOP

O profissional treinado pode salvar um barbudo. Ele sabe bem que é possível reverter a situação de uma barba ressecada sem precisar livrar-se dela.

O nosso curso de barbeiros vem transformando a vida de muitas pessoas Brasil afora. Assista essa aula gratuita e veja o que você poderá aprender com o Felippe Caetano, o melhor professor do Brasil.

Esperamos por você! Entre em contato conosco e matricule-se.