mulheres-na-barbearia-profissionais-curso-felippe-caetano

Mulheres na barbearia: gênero não define eficiência. Quebre o tabu!

Lugar de mulher é onde ela quiser! Começamos o nosso artigo rimando e afirmando que por aqui o preconceito de gênero não existe. Aliás, o que tem de sobra nesse mundão é espaço para as mulheres na barbearia. 

Infelizmente, muitas delas acabam desistindo da realização profissional, por acreditarem que não podem fazer parte do universo das barbershops. E isso acontece, muitas vezes, por serem desacreditadas e, até mesmo, desestimuladas. 

Não é a falta de técnica ou a impossibilidade de encaixar-se no ambiente. A coisa vai muito além! É a discriminação que, pasme, quase sempre não vem dos clientes. Esse processo começa antes mesmo da capacitação.

Preparado para ultrapassar essa barreira e pensar fora da caixa? É hora de entender que as mulheres também foram feitas para cuidar da beleza masculina!

Poderosas, mulheres na barbearia fazem sucesso

O público masculino aprecia a delicadeza que as mulheres adicionam aos serviços de barbearia. E elas estão começando a entrar com tudo nesse mercado. Costumam ser detalhistas, atenciosas com os clientes e dão muito valor para o acabamento de cada serviço que entregam.

Há relatos reais de homens que preferem fazer a barba, por exemplo, com uma barbeira. No início, alguns confessam terem sentido apreensão, mas elas provam que no manuseio da navalha são craques.

O MERCADO AINDA TEM ESCASSEZ DE BARBEIRAS. ENTRETANTO, A PROFISSIONAL QUE SE DESTACA TORNA-SE MUITO DIFERENCIADA!

Porém, para conseguir essa atenção…

O caminho é um só, independente do gênero. A mulher deve seguir a mesma fórmula que os homens. Precisa investir em capacitação, prestar um bom atendimento, diversificar serviços, oferecer produtos de qualidade e investir em marketing.

A proibição de mulheres na barbearia

mulheres-na-barbearia-profissionais-felippe-caetano

Ainda bem que essa perspectiva vem mudando. É possível que você ainda encontre espaços que restringem a entrada de mulheres, mas essa é uma prática que quase não existe mais.

Apesar do ambiente customizado para ser masculino, as barbeiras tendem a gostar muito de atender os homens. Aliás, escolheram a profissão justamente por interessar-se pelas técnicas de corte masculino e barba. Muitas são tão entrosadas nos assuntos abordados, que acabam participando ativamente e tornam-se amigas de seus clientes.

E o machismo, como lidar?

Podíamos dizer aqui que “escolheu estar na chuva, agora terá que se molhar”. Mas não é bem assim, senhoras e senhores. Ninguém gosta de ser alvo de piadinhas ou de ter suas competências desmerecidas. 

Para o primeiro caso, é uma questão de informação e de caráter de cada pessoa. Barbeiros e barbeiras, acima de tudo, precisam ser profissionais. Mas, vamos estabelecer que ninguém deve aceitar desrespeito e baixar a guarda. 

Entretanto, se o cliente não entender que gênero não define a profissão, demonstre sua técnica e que ele pode confiar em você. Não adiantou!? Não pense que lhe falta capacidade, mas sim que, por mais que você queira, não dá para agradar a todos.

Alunas no curso de barbeiros online do Felippe Caetano

Elas ainda são poucas, mas geralmente destacam-se por seus altos desempenhos.

O Felippe Caetano afirma: barbearia é para qualquer pessoa que queira ser boa profissional, independente se mulher ou homem. E como educador, ele incentiva e sempre fica muito feliz quando elas tornam-se suas alunas

Assista ao recado do Felippe no vídeo abaixo. Não esqueça de inscrever-se no canal e ativar as notificações:

Se você quer ser uma profissional inteligente, competente e muito bem resolvida, matricule-se agora no nosso curso de barbeiros online. Realize seu sonho e comprove que o seu sucesso só depende de você.